Cinema Nacional: Top Filmes Brasileiros

16-09-2020

O Cinema nacional vem ganhando mais qualidade desde seus primórdios. Mesmo sabendo que ainda tem gente torcendo o nariz para as produções nacionais, não dá pra negar que a gama de filmes dessa categoria coleciona muitos talentos e entretenimento. Hoje, separamos as produções que mais se destacam quando o assunto é nosso querido Brasil nas telonas.


Para iniciar essa lista, nada melhor que “Central do Brasil”. O filme de 1996, é estrelado por Fernanda Montenegro sob direção de Walter Salles. Uma verdade obra de arte do cinema nacional. Teve indicações importantes como o Oscar e Globo de Ouro. Levou para casa o Urso de Ouro, sendo o primeiro filme brasileiro a receber esse prêmio, além disso a talentosa Fernanda Montenegro foi premiada com o Urso de Prata na categoria de Melhor Atriz. O filme conta a história de um encontro um tanto inusitado: Dora, uma ex-professora que escreve cartas na Central do Brasil, e o menino Josué, que fica órfão da noite para o dia.

(Central do Brasil)


Em 2002, quem emocionou as telonas foi o filme “Cidade de Deus”. A super produção foi indicada a quatro Oscars nas categorias de Melhor Direção, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Edição e Melhor Fotografia. O filme foi foi um dos maiores fenômenos da história do cinema brasileiro. Sob a ótica do protagonista-narrador Buscapé, o espectador é conduzido pelos becos e vielas da Cidade de Deus num contexto de ascensão do crime organizado.


(Cidade de Deus)


A inesquecível atuação de Regina Casé no longa “Que Horas Ela Volta?” é sem dúvida um marco do cinema nacional. O filme foi indicado para o Oscar na categoria de Melhor Filme Estrangeiro. Levou para casa prêmios em 7 categorias do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. A trama narra a vida de Val, uma emprega doméstica pernambucana que trabalha e mora há anos na casa dos patrões, em São Paulo. A suposta harmonia da relação entre Val e a família para a qual trabalha é quebrada quando sua filha Jéssica vai a São Paulo para se preparar para o vestibular. Uma emocionante história que vale ouro para a cinematografia brasileira.